AUDITÓRIA CÍVICA constata falta de manutenção

E ESTRUTURA FÍSICA DE ESCOLAS COMPROMETIDA EM TARRAFAS

OS ACHADOS DA AUDITORIA NA EDUCAÇÃO

PRINCIPAIS PROBLEMAS ENCONTRADOS

 ATIVISTAS DA ACECCI , MOVIMENTOS SOCIAIS E SOCIEDADE EM GERAL FISCALIZAM A SAÚDE E A EDUCAÇÃO PÚBLICA DE TARRAFAS/CE

O Projeto da Auditoria Cívica na Saúde e na Educação em Tarrafas foi uma iniciativa da ACECCI - Ação Cearense de Combate a Corrupção e a Impunidade, atendendo a solicitação da sociedade civil do município e contou com o apoio do IFC - Instituto de Fiscalização e Controle, Rede AMARRIBO BRASIL e BrazilFoundation.

Participaram da ação alem da ACECCI, dos Movimentos Sociais do município, a CGU e a Transparência Internacional.


A ação foi executada no dia 11 de novembro de 2016, onde mais de 20 auditores cívicos realizaram os trabalhos, auditando os três Postos de Saúde e cinco Escolas públicas do municípios. Esses auditores são cidadãos do município, dispostos a contribuir para a melhoria da gestão pública.


No dia 05 de janeiro de 2017 o relatório apontando os problemas e as recomendações de melhorias foi entregue a Secretaria de Saúde e de Educação do município de Tarrafas e Promotoria Pública da Comarca, passado 120 dias sera realizado o retorno para avaliar os resultados e se as recomendações foram atendidas

AUDITÓRIA CÍVICA NA SAÚDE E NA EDUCAÇÃO

 TARRAFAS/CEARÁ - 10/10/2016 - ATIVISTA SOCIAIS FISCALIZAM ESCOLAS

  A       C        E        C        C        I 

INSCRIÇÕES PARA O II SEMINARIO

OS ACHADOS DA AUDITORIA NA SAÚDE

PRINCIPAIS PROBLEMAS ENCONTRADOS

I – Agendamento de exames e especialidades:

Agendamento de especialidades não há informações precisas na maioria dos postos de saúde. Sugere-se aumentar a oferta das especialidades com maior demanda, bem como adotar medidas de transparência na lista de espera, pois a espera para conseguir um atendimento para especialistas para uma parcela da população é grande, as reclamações foram a regra.

II – Estrutura física:

Quando analisada a estrutura das unidades, verifica-se que algumas das unidades apresentam graves deficiências.

A falta de manutenção das unidades compromete significativamente o estado de conservação.

III - As principais deficiências encontradas nas unidades podem ser sintetizadas nos seguintes pontos:

Faltam medicamentos com frequência em todas as unidades visitadas;

Faltam médicos e dentistas. Nas maiorias das unidades de saúde não tem atendimento médico e de dentistas todos os dias. A unidades tem atendimento pela manhã, até as 11:30 hs. Vale ressaltar que consta no Portal do CNES (Ministério da Saúde), a existência destes profissionais cadastrados com carga horária de 40 horas semanais e o funcionamento do PSF de segunda a sexta feira de manhã e de tarde

Em todas as unidades visitadas faltam equipamentos importantes e essenciais como: Aparelho PA adulto e pediátrico aparelho de nebulização, ar condicionado na sala da farmácia e sala da vacina, geladeira da farmácia e da sala de vacina, estetoscópio, glicômetro etc.


Em todas das unidades visitadas faltam vários insumos importantes e essenciais.

Em todas as unidades visitadas faltam espaços que não deveriam faltar como: deposito de lixo, deposito de resíduos sólidos e deposito de material de limpeza;

Em todas as unidades visitadas não há proteção contra roedores e insetos;

Em algumas unidades visitadas não há separação do lixo e resíduos sólidos do lixo contaminado (hospitalar);

Em todas as unidades os usuários têm muita dificuldade de marcar consulta com medico, com dentista, com especialista e marcar exames;

Em todas unidades falta material básico de trabalho para os profissionais;

Em todas unidades faltam material de limpeza e higiene;
 
Foram identificados problemas de acessibilidade para portadores de necessidades especiais em algumas unidades, como: ausência de rampas, utilização de pavimentação não apropriada, largura inadequada de portas, sanitários inadequados, e a não definição de vagas exclusivas de estacionamento;

TRANSPARÊNCIA / ÉTICA / PROBIDADE / DESENVOLVIMENTO

​​​​Ação Cearense de Combate a Corrupção e a Impunidade

AUDITÓRIA CÍVICA constata falta de manutenção E ESTRUTURA

FÍSICA DE POSTOS DE SAÚDE  COMPROMETIDA EM TARRAFAS

​​I – PROFISSIONAIS:

Quando analisada as condições de trabalho dos professores e outros profissionais, verifica-se que todas as Escolas apresentam graves deficiências:

A maioria das Escolas não oferece as condições necessárias para a realização do trabalho dos professores;
Na maioria das Escolas faltam materiais didáticos e pedagógicos;

Na maioria das Escolas faltam matérias e equipamentos necessários para o trabalho dos funcionários como: Material de limpeza e equipamentos na cozinha;

As escolas não oferecem estrutura adequada física e de pessoal e nem capacitação por parte da rede de ensino para o atendimento de alunos com deficiência;

II- ESTRUTURA FISICA:

Quando analisada a estrutura física das escolas, verifica-se que a maioria apresenta graves deficiências, não tem nenhuma estrutura, algumas têm boa estrutura ou o que foi de bem apresentada, mas mesmo assim ainda apresentam algumas deficiências.

A maioria das Escolas tem espaços físicos reduzidos para abrigar toda a estrutura da escola. Algumas têm espaços físicos razoavelmente bons, mas faltam áreas importantes como quadra de esportes, biblioteca, sala de informática, sala de vídeo, laboratório, auditório ou o uso compartilhado das áreas, muitas delas incompatíveis;

A falta de manutenção das Escolas compromete significativamente o estado de conservação. Algumas Escolas estão em estado deplorável com rachaduras nas paredes, infiltrações, rede elétrica precária, problemas nas instalações de água e esgoto, portas e janelas em péssimo estado e algumas inundam quando chove;

Em grande parte das Escolas o mobiliário está em péssimo estado, principalmente nas salas de aula, mesas e cadeiras dos alunos e professores, e falta de manutenção compromete significativamente o estado de conservação do mobiliário;

Em algumas Escolas não têm controle da vegetação invasiva e de lixo e entulho perto da escola possibilitando a presença de roedores, repteis e insetos;

A maioria das Escolas não possui acessibilidade para deficiente físico;

Nenhuma das escolas possui alvará do Corpo de Bombeiros;

III – MERENDA ESCOLAR:

Quando analisada a merenda escolar das escolas, verifica-se que todas as Escolas apresentam graves deficiências, a grande maioria das escolas a cozinha não tem nenhuma estrutura, algumas poucas têm boa estrutura ou o que foi de bem apresentada, mas mesmo assim ainda apresentam deficiências.

Falta local e condições adequadas para o preparo da merenda escolar;

Em algumas Escolas os equipamentos necessários na cozinha como: Forno, fogão, geladeira, congelador, forno micro-ondas, ou não tem ou estão em péssimo estado;

O local de armazenamento dos alimentos não é adequado, não tem proteção contra roedores, insetos e de contato com material de limpeza;

 Não há local adequado (Refeitório) para a alimentação dos alunos;

 A merenda nem sempre corresponde ao cardápio;

A merenda escolar não é de boa e os alimentos não são de boa qualidade;

Nenhuma das Escolas possui alvará da Vigilância Sanitári
a;